3 de jun de 2011

Extra! Extra!



Hoje, no UOL : Cachorros surfam durante o 5º campeonato anual de surfe canino em Imperial Beach, ao sul de San Diego, California.







Iiiiisssaaaaa!!!

Se liga na manobra!!!

“Mimimi, mas os direitos dos animais, mimimi, os bichinhos sofrem, mimimi, é muito cansativo, mimimi…”

Sei, sei. Dá pra ver o quanto eles eles estão estressados. Qualquer idiota pode ver.

-Eu posso ver.


Publicado originalmente em 24/05/2010, no outro blog que eu tinha.

31 de mai de 2011


- Cabra da peste! Se eu pegá ocê bulindo c’a minha mulé traveiz, abro teu bucho c’a minha pexêra!

- Ai, que meda!



27 de mai de 2011

Deixa que eu chuto (Editorial).

O autor, minutos antes de vestir a camisa-de-força e ser levado pelos enfermeiros.

Se tem uma coisa em mim que – praticamente – me enlouquece, é a capacidade que tenho de gostar ao mesmo tempo de coisas “arrumadinhas”, e odiá-las.

Explico.

Explico e confesso: sou perfeccionista. Mas não piro com isso.

Se, por um lado (coisas de libriano, dirão alguns) quero harmonia, um lugar para cada coisa e cada coisa em seu lugar, por outro existe sempre a vontade de pegar um trabuco e sair dando tiros para cima, acordando a vizinhança (coisas de escorpiano, dirão outros; coisas de maluco, dirão todos).

Comecei esse blog há…deixeuver…uns dois (três?) anos, sei lá, não importa. Criei marcadores, elenquei links, postei vídeos, reclamei, fiz críticas de coisas que entendo e outras das quais não manjo picas e…

…e o quê? Fui desencanando. Faltou tempo para postar, faltou assunto, começou a ficar – no meu entendimento – uma ditadura da forma sobre a função. Tava “bonito” (da forma como eu entendia isso) e...só. Pior: perdeu a graça. E foi ficando, foi ficando, à deriva neste emaranhado de inutilidades que é a internet.

Mas a vontade de ter um blog ficou. Senti que tava na hora de zerar a fatura.

Tentei de novo, em outro provedor. À princípio, ficou com o visual que eu queria. Postei algumas semanas (tá bom, vá! Alguns dias...) e fui colocando de lado. De novo.

E lá vou eu de novo. Mudei o visual daqui (agooora sim, está como eu quero!), excluí alguns marcadores (vou tirar mais coisas, ainda) e...não sei no quê vai dar.

Poderia até dizer que, se não der certo, vou desistir e criar calopsitas mas…cara....calopsitas dão muito trabalho, outro dia eu conto. (Ou daqui a algum tempo mudo tudo de novo, reclamo mais um tanto...isso está quase virando um marcador do blog. “Recomeços”. Hmmm. Não. Brega demais, esquece.)

Bom; o espaço está novo, tudo branco e limpo, cheirando a PinhoSol, bem clean, e – vamos deixar bem claro –não é uma democracia. É claro que comentários são bem-vindos, blá blá blá, etc etc etc, mas… na boa?

Aqui é o meu diário, o meu divã, o meu playground, o meu caixote de maçãs na pracinha, onde eu vou subir e falar do jeito que eu aprendi.

Vou resmungar muito, rir muito, dar opiniões erradas, mudar de opinião, ser politicamente incorreto, fazer posts completamente nonsense, sobre rock, cinema, quadrinhos, política, minha cidade, a cidade em que vivo agora, cachorros…enfim, postar sobre o quê eu quiser. Inclusive plagiar este editorial do meu outro ex-blog, do outro provedor, e publicar como inédito.

Se quiserem conteúdo, experimentem o blog da minha patroa, que é bem legal, e bem mais útil: http://infinidadedepalavras.blogspot.com/

Por aqui, por enquanto, vou ligar a cafeteira, e buscar meu trabuco atrás da porta.

Quac!

Related Posts with Thumbnails